TEXTOS E POEMAS / Graça Aquino

Graça anuncia em sua escrita... Versos e anversos do caos. Tuas letras pungentes, belas, arrebatam-nos do lugar comum, inscrevendo em nós o mundo das palavras ditas, não ditas, pensadas, sentidas, escritas, pontuadas em reticências. Quando o verso parece óbvio, (des)organizando o caos e o mundo das letras, eis que irrompe em inusitada ironia. Em tuas inúmeras faces, uma única cara, marca de teu estilo singular de ser e de escrever.

Transparente máscara que nos deixa vislumbrar teus olhos de águia e os sentidos ampliados de quem sabe dizer e silenciar. Poesia pura, autêntica, madura. Os textos são também poemas. O de quando aprendeu a ler é primoroso, emocionante! Impossível não reler e desejar voltar de ônibus com você e sua mãe, dando risadas.

Deixo por último, a dedicatória! É de tirar o fôlego, pois nos convida a ser quem vive em você (mesmo não sendo).  Mais sedutora, impossível. E terna também, para quem na verdade a dedicatória é dirigida. As letras brincam na tua pena e no teu penar, (des)organizam, (des)orientam a ordem (in)finita de nosso caos. Anverso e reverso em versos livres e soltos, amalgamados em laços de ternura e afetos, prazerosos e desprazerosos, ressignificando o vivido e experienciado. Foi com alegria que li e aguardarei as próximas letras.
Maria da Glória Gonçalves (Psicóloga, Mestre em Educação e Contemporaneidade) Salvador, primavera de 2010

“Caos do meu caos”. Nada mais ordenado para o sujeito do que o seu próprio caos. Nas tuas palavras de poeta, caos sentido, sentidos apreendidos, torna-se um caos que seduz. Gostei muito dos teus poemas e crônicas. O estilo de retratar o cotidiano, alegrias e angústias, satisfações e insatisfações, o mundo, o ser, o amor, encanta, indaga e faz refletir. A poetisa que está em você explode em cada som, em cada palavra. O poeta é assim: diz, ama, sofre, relembra, confia desconfiando, brinca, fala e cala, em versos. Parabéns!
“Nada faço, nada sei
Então, por que insisto
Em ser o que não sou?”
No final do livro, a grande surpresa: além de poeta, você é uma excelente cronista.
Maria Amélia Chagas Gaiarsa - Doutora em Letras e Linguística

Mas aquele encontro que não houve
Ficou na saudade
No imaginário limitado
Das sensações não vividas.

Ausência, presença
Tanto faz, tanto fez
Assim ou assado
Cozido ou cozinhado

Fugir
Ficar presa
Passado não resolvido
Vidas entrelaçadas
Histórias diferentes.

Ser cearense
É também um estado de espírito
Além de outros mil ingredientes.

Serviço:

Textos e Poemas
Anverso e Reverso em Versos Livres e Soltos
Graça Aquino

Scortecci Editora
Poesia
ISBN 978-85-366-2059-6
Formato 14 x 21 cm
116 páginas
1ª edição - 2011

Mais informações:

Catálogo Virtual de Publicações

Para comprar este livro verifique na Livraria e Loja Virtual Asabeça se a obra está disponível para comercialização.

Voltar Topo Enviar a um amigo Imprimir Home