CONTOS DE UM VIAJANTE SEM DESTINO / J.C. Troyman

A jardineira sacolejava pela estrada de terra, resfolegando como uma locomotiva velha quando tinha que galgar uma ou outra ladeira. O mato alto, dos dois lados da estrada inclinava-se com o vento formado pela passagem da marinete, levantando nuvens de pardais e bicos de lacre.

Tinha chovido há pouco, e isso não deixava que a poeira fosse levantada pelas rodas do veículo, o que por si já dava um alívio ao desconforto da viagem aos passageiros. Nas diversas paradas, ao longo da estrada, e também quando um claro no mato permitia, conseguia-se divisar o mar, cujo cheiro penetrante era companheiro constante dos passageiros já há algum tempo. Excetuando-se aqueles que entravam e saíam nas diversas paradas, a jardineira levava cinco passageiros constantes, que se dirigiam a um mesmo lugar: professores, paramédicos e assistentes sociais, incumbidos de um trabalho do Ministério da Saúde em um recanto bem remoto do litoral, onde dificilmente chegavam as benesses do governo.

Sentada à frente, estava uma mulher bonita, com o rosto brilhante pelo suor, o cabelo curto desalinhado, o botão superior da blusa aberto, o tecido da blusa colado ao corpo, um olhar de enfado no rosto, cansada da viagem, louca para chegar.
(trecho de “Yogurte desnatado”)

José Carlos Ramos Troyman nasceu no Rio de Janeiro. Estudou no Colégio São Bento, no Rio de Janeiro, e no Instituto Mackenzie em São Paulo, entre outras escolas, e graduou-se na FMU em Administração, em São Paulo, base do trabalho que desenvolveu em toda a sua vida. Desde cedo, dedicou-se à área de Organização e Sistemas, em diversas empresas, tendo sido inclusive professor da matéria no Instituto Brasileiro de Pesquisas Hospitalares. De meados da década de 80 para cá, dedicou-se à Consultoria Empresarial, em que poderia aplicar seus princípios às pequenas empresas. Nessas condições, fez trabalhos em aproximadamente quarenta empresas em todo o território nacional, de Roraima ao Rio Grande do Sul. Quando perguntado quais estados ele conhece, prefere dizer quais estados não conhece. Nessas viagens, foi colecionando histórias e impressões de toda sorte, que procurou trazer para este livro. Costuma dizer que era um viajante sem destino, porque nunca poderia saber onde estaria no próximo mês. Os contos que constam deste livro abordam locais como Maranhão, Minas Gerais, Bahia, Rio de Janeiro e o mar, sua grande paixão. Faz parte do Grupo de Escritores do Clube Pinheiros, tendo participado da primeira Antologia de Poetas do Clube Pinheiros, nos anos 80, com o conto “Modorra”, que abre este livro.

Serviço:

Contos de Um Viajante Sem Destino
J.C. Troyman

Scortecci Editora
Contos
ISBN 978-85-366-2231-6
Formato 14 x 21 cm 
248 páginas
1ª edição - 2011

Mais informações:

Catálogo Virtual de Publicações

Para comprar este livro verifique na Livraria e Loja Virtual Asabeça se a obra está disponível para comercialização.

Voltar Topo Enviar a um amigo Imprimir Home