DE CAIPIRA A DOUTOR - A VIDA DE A. GERALDO JABUR / Marco Antonio Barone Morales

O que pode ter um homem ao chegar a pouco mais de 50 anos de carreira profissional e olhar para trás? Orgulho do que construiu. É dessa forma que o advogado Geraldo Jabur chega aos 77 anos de idade e depois de completar o Jubileu de Ouro na profissão. Saiu de sua pequena e hospitaleira Jahu para conquistar o sucesso.

Teve educação e preparação para ser um estudante da Faculdade de Direito do Largo São Francisco – seu maior sonho – e nas Arcadas conheceu grandes figuras e excelentes profissionais. O filho de seu Miguel e de dona Emília veio para a Capital para vencer. Outra vertente de Jabur que o livro retrata é sua paixão pelo Corinthians. Não é somente torcer pelo time do coração, mas viver, participar. Além disso, retrata sua vida na política e na maçonaria.

O caipira que virou doutor é dono de histórias simples e complexas, mas, acima de tudo, é um apaixonado. Um apaixonado pela família – ascendentes e descendentes –, pela sua origem, e, acima de tudo, pela advocacia, pelo Tribunal do Júri. De Caipira a Doutor vai da pequena Jahu à Capital, mostrando a trajetória desse matuto que queria ser um grande advogado. Quem ler este livro entrará nesse mundo, saberá quem é o homem Geraldo Jabur, o que ele construiu e, principalmente, do que ele se orgulha: dos amigos que ele soube conquistar.

Adib Geraldo Jabur, nascido em Jahu (SP), no dia 17 de dezembro de 1934. Filho de Miguel Jabur e de Emília José Jorge. Pai de Gislaine (advogada), Gilberto (advogado), e Gisele (publicitária). Ingressou no curso de Direito da Faculdade do Largo São Francisco e se graduou na turma de 1958. Inscrito na Ordem dos Advogados do Brasil, Seccional de São Paulo, com militância ininterrupta no âmbito criminal há mais de 50 anos; sócio efetivo do Instituto dos Advogados de São Paulo. É titular da Advocacia A. Geraldo Jabur, escritório fundado em 26 de novembro de 1960. Conferenciou sobre diversos assuntos sociojurídicos em associações, faculdades e instituições. Entre 1983 e 1985, foi supervisor da Superintendência Especial de Regularização de Loteamentos e Arruamentos da Prefeitura do Município de São Paulo. Foi, diversas vezes, diretor do Sport Club Corinthians Paulista, do qual é Conselheiro Vitalício desde 1971. Em 1987, recebeu da Câmara Municipal de São Paulo a Medalha José de Anchieta e Diploma de Gratidão da Cidade de São Paulo, por suas inúmeras ações filantrópicas. Foi escolhido como assessor Jurídico do Interventor da Federação Paulista de Futebol e diretor do Departamento Jurídico da Associação dos Cronistas Esportivos do Estado de São Paulo e da Associação Brasileira dos Cronistas Esportivos. Na sua terra natal, Jabur tem recebido inúmeras homenagens, como a Medalha Comandante João Ribeiro de Barros, a principal honraria da cidade. Desde que voltou a conviver com seu torrão natal (como ele gosta de falar), mostrou que nunca deixou de ser aquele caipira, mesmo tendo se transformado em um doutor.

Em outubro de 2007 fui convocado por uma revista para a qual, às vezes, faço matérias, para cobrir a palestra de um advogado na OAB-SP. Fui sem esperar muito. Aliás, esperava ficar de saco cheio, pois o assunto não era de meu interesse. A palestra começou e pude acompanhar uma verdadeira aula de como um advogado deve se comportar no Tribunal do Júri. O advogado era Geraldo Jabur, que discorreu em pouco mais de uma hora – sem ser em qualquer momento cansativo – sua experiência de, então, quase 50 anos. Não era suficiente ficar só naquela cobertura, sugeri ao editor que fizéssemos um perfil do profissional. Marquei em seu escritório e por mais de três horas deliciei-me com suas histórias e fiquei maravilhado com sua memória. Não era possível alguém lembrar o nome do porteiro da biblioteca em que ele estudou há mais de 50 anos. Ele se lembrava disso e muito mais. Não era suficiente ficar só naquele perfil, sugeri que escrevêssemos uma biografia. Como a empatia foi grande, ele não pensou em outra pessoa e tratamos de dar forma às ideias e às memórias. Foram oito meses de viagens, entrevistas, conversas, confidências. Ouvi amigos, parentes, professores, funcionários, discípulos, parceiros e clientes. Mais de 100 horas de gravação, e quase outro tanto para esta segunda edição atualizada e ampliada. O resultado está aqui. Sem dúvida tirei uma lição: nossas vidas valem um livro. Independentemente do quê, sempre temos o que contar. E o doutor Geraldo tem muito o que  falar e ensinar. Espero que você, leitor amigo, tenha o mesmo prazer em ler esta obra que eu tive em ouvir as histórias, conhecer o personagem e deixar nestas páginas um pouco do legado de vida dele.
Marco Barone

Serviço:

De Caipira a Doutor
A Vida de A. Geraldo Jabur
Marco Antonio Barone Morales
Scortecci Editora
Biografia
ISBN 978-85-366-2530-0
Formato 16 x 23 cm 
252 páginas
2ª edição - 2012

Mais informações:

Catálogo Virtual de Publicações

Para comprar este livro verifique na Livraria e Loja Virtual Asabeça se a obra está disponível para comercialização.

Voltar Topo Enviar a um amigo Imprimir Home