REFLEXÃO EM FORMA DE ORAÇÃO DO TEMPO E NO TEMPO DE CADA UM / Irineu Xavier Cotrim

Livro confessional de um professor de História incomodado com as limitações de seu ofício e desejoso de libertar os estudantes da dependência em relação aos mestres. Defesa apaixonada do ato da leitura como forma de libertação do homem e de permitir-lhe acesso - não importa quão humilde seja sua origem - ao universo do saber e da cultura. Um convite à felicidade pelas coisas mais simples. Um desafio ao espírito crítico que jaz adormecido em cada pessoa. Uma conversa plena de amor pelo semelhante. Uma paráfrase, em prosa saborosa, do lema zaratustriano Vade mecum, vade tecum: queres seguir-me? Segue a ti mesmo! O autor se confessará feliz se o leitor, fechado o livro, tornar-se alguém melhor que ele próprio.

A publicação deste livro tem alguns significados básicos: Os textos são alguns valores; ideias que formigam dentro de mim, e preciso repassá-las para o papel, que aceita para o deleite do meu ego. Há uma necessidade premente do ser em comunicar-se. Este livro é a condensação de vários temas, tentei enfocar que a origem dos problemas da humanidade é a própria humanidade, é responsável e não se dá conta, se deixando dominar pelos interesses da classe dominante. Estudo é o tempo que uma pessoa gasta na obtenção do conhecimento.

Estudo é um dos caminhos para desvendar mistérios. Quando dizia aos alunos sobre a importância do estudo, eles se entreolhavam e ficavam horrorizados quando eu afirmava: Ninguém ensina, professor nenhum ensina. É o aluno que aprende, e vocês para aprender precisam primeiro, querer aprender, e para querer é preciso desenvolver a autoestima de cada um. E Ler. É o processo de aquisição de saber, portanto, o estudo pode ser o processo de escolha do bom caminho para satisfazer um objetivo. Ler é uma atividade básica na formação cultural da pessoa, é uma excelente atividade de lazer. Ler é benéfico à saúde mental, pois é uma atividade neurológica. A atividade da leitura faz reforçar as conexões entre os neurônios e produz o conteúdo que sustenta a capacidade imaginária. O animal, o vegetal e o mineral precisam estar em equilíbrio e em harmonia. O ecossistema clama, reclama e chama por cada um de nós, antes do rogai por nós! Por que aí, talvez seja tarde demais, e já tenha escurecido, dentro de cada um de nós.

Irineu Xavier Cotrim – professor de História. Quando estudante, muitas vezes teve que conciliar estudo e trabalho. Na adolescência estudou no Seminário Menor de São Roque durante apenas um ano, mas esse estudo foi de muita importância para a sua formação humanista. Já adulto iniciou seus estudos universitários no curso de psicologia, mas, devido ao seu emprego, teve de interromper. Quando voltou aos estudos, optou por HISTÓRIA. Trabalha no magistério público desde 1983; já trabalhava na meninice e desde o primeiro emprego se filiou ao sindicato e sempre participou das reivindicações e lutas de sua categoria profissional. Antes do magistério trabalhou um determinado período na parte administrativa de algumas empresas e também na Metal-Arte, onde havia trabalhado Manoel Fiel Filho, assassinado pela ditadura militar, o que causava espanto em todos na fábrica, pois, o mesmo era encarregado de secção e fazia excessivas horas extras. E todos ficavam abismados e assustados com o silêncio! O silêncio é necessário, mas quando imposto assusta e apavora! Como professor de HISTÓRIA sempre se interessou e se preocupou em desenvolver junto com os alunos trabalhos que levassem à reflexão, sobre a sociedade de classe, ideologias, etc, motivos que muitas vezes o fizeram não ser reconhecido por aqueles que pensam que dirigir uma escola é o mesmo que dirigir uma empresa. Acredita que, assim, eles, alunos, além de entender as matérias estudadas, estarão conscientizando-se e motivando-se para o estudo, e se envolvendo na busca do conhecimento, da autoestima, além, é claro, de criar uma empatia melhor entre professor e alunos. A satisfação sensorial o cativa holisticamente, no entrelaçar dos seres: vegetal, mineral e animal. A natureza o paralisa e o meio ambiente o cativa. Vomita diante da palavra agrotóxicos.

Serviço:

Reflexão Em Forma de Oração do Tempo e no Tempo de Cada Um
Irineu Xavier Cotrim
Scortecci Editora
Reflexões
ISBN 978-85-366-2761-8
Formato 14 x 21 cm 
236 páginas
1ª edição - 2012

Mais informações:

Catálogo Virtual de Publicações

Para comprar este livro verifique na Livraria e Loja Virtual Asabeça se a obra está disponível para comercialização.

Voltar Topo Enviar a um amigo Imprimir Home