Receba nossa Newsletter: Nome Email

A POESIA E A FÉ / Olga de Oliveira Lima Jacevicius

Olga de Oliveira Lima Jacevicius, natural do estado de São Paulo, formou-se professora pela Escola Normal Sagrado Coração de Jesus. Iniciou seus estudos na Faculdade de Música Sagrado Coração de Jesus, onde cursou Canto e matérias complementares e onde se diplomou. Recebeu educação vocal com os professores Ângela Salles e José Angrisani. Constam em seu repertório peças de câmara, oratórios, cantatas, óperas, canções internacionais e do folclore brasileiro.

Foi membro integrante do Coral Paulistano e do Coral Lírico no Teatro Municipal de São Paulo. Teve várias participações em concertos de canto pelo Teatro Lírico de Equipe e Teatro Lírico Paulistano. Em 1964, fez juz ao troféu “Grandes revelações” pela TV Paulista Canal 5, no programa “Música em vários tons”. Ainda em 1964, participou da ópera em dois atos e bailado “A vocação de Colombo”, de Ático Rubini, no teatro do Colégio Arquidiocesano de São Paulo, sob a regência do próprio compositor. Em 1968, no Teatro Municipal de São Paulo, cantou o solo de “A sereiazinha”, de Debussy, na História Fantástica, ballet de Halina Biernacka, sob a regência do maestro Italo Izzo.

Em 1969, pelo Mozarteum do Brasil, sob a regência do maestro Ernesto Kierski, foi solista da ópera bufa, em um ato, “Bastien and Bastienne”, de A. Mozart. Em 1971, foi a solista da cantata número 191, de J. S. Bach,  com o Coral Paulistano, no Teatro Municipal de São Paulo e Teatro Municipal de Santo André, sob a regência do maestro Tulio Colacioppo. Também no mesmo ano, participou do V Concurso Internacional de Canto no Rio de Janeiro, obtendo o diploma de semifinalista. Em 1972, classificou-se em 1º lugar em Canto Lírico no Festival das Artes Inter Clubes de São Paulo, representando o Clube Tietê. Participou, pela Comissão Estadual de Música, dando dois recitais no interior do estado de São Paulo, nas cidades de Sorocaba e Pindamonhangaba. Em 1976, foi uma das solistas sob a regência do maestro Davi Machado, com o coral do Teatro Municipal de São Paulo.

Ainda nesse mesmo ano, foi a solista de Praesepe, de H. Villa Lobos, com o Coral Paulistano, sob a regência do maestro Miguel Arqueróns. Em 1980, foi classificada no teste para cantores líricos nacionais, realizado no Masp. Participou de recitais de Valores novos na ópera, no saguão do Teatro Municipal de São Paulo. Solista participante da ópera Soror Angélica, de G. Puccini, no Teatro Municipal de São Paulo, em 1981, sob a regência do maestro Tulio Colacioppo. Em 1986, Vesperais Líricas – na Biblioteca Mário de Andrade, cantou Il Trovatore, de G. Verdi. Em 1987, foi solista da ópera Un ballo in maschera, de G. Verdi, na cidade de Itu (SP) e em São Paulo, nas Vesperais Líricas, na Biblioteca Municipal. Participou do Concerto lírico no Circolo Italiano, São Paulo, com o ALI (Artistas Líricos Independentes) com canções, árias e duetos de óperas. Em 1988, deu um recital de canto, acompanhada ao piano por Joana Mendes de Oliva, no Traço Galeria Cultural (Sala Eny da Rocha).

“Por que as orações são murmuradas? Porque são feitas do nosso coração para o coração de Deus.”

Serviço:

A Poesia e a Fé
Olga de Oliveira Lima Jacevicius
Scortecci Editora
Poesia
ISBN 978-85-366-2719-9
Formato 14 x 21 cm 
224 páginas
1ª edição - 2012

Mais informações:

Catálogo Virtual de Publicações

Para comprar este livro verifique na Livraria e Loja Virtual Asabeça se a obra está disponível para comercialização

Voltar Topo Enviar a um amigo Imprimir Home