CIDADEULÍRICAS / João Daniel Borges

Atravessamos a cidade com todas as suas belezas e intempéries. E assim como nossos passos ajudam a desenhar a paisagem, a cidade também nos transforma com a dureza arquitetônica dos seus prédios e o desarranjo das avenidas, onde desamparados se misturam pessoas e carros. Adquirimos novos contornos moldados pela rudeza do cotidiano. Na angústia do presente, irrompida da multidão solitária, surge em nós muitas vezes o desejo de partir.

Mas para onde fugir, se a cidade com seus vícios e prazeres já está tão incrustada dentro de nós? É nessa teia, então, que nascem as líricas. E de repente, a tradução pela poética daqueles pensamentos que não conseguiram se converter em voz, faz emergir do cerne os anseios dispersos do coração, preenche com ditosas ilusões as lacunas de nossa medíocre existência, e de uma forma sutil, traz um pouco de enlevo e brandura às nossas frágeis vidas. Reconstruindo a paisagem de dentro para fora, do que é a cidade e do que somos nós, a poesia brada, não pelas ruas tortuosas, mas pelas páginas rotas da nossa consciência: às vezes saudade, outras vezes desejo; a denúncia que desperta para a mudança; a paixão que faz sangrar; a solitude, ora tão necessária, ora tão indesejada; as desilusões e conflitos íntimos tão comuns a todos nós; a busca e o encontro com o amor. Sabores presentes em cada esquina dobrada, em cada prédio e em cada “ser” do humano.
João Daniel Borges

Além de poeta, João Daniel Borges é compositor e escritor de contos e romances. É formado em letras e pós-graduando em Língua Portuguesa: da oralidade à escrita. Nasceu na cidade de São Paulo em 10 de dezembro de 1980 e nela ainda vive. Incitado pela inquietude da vida e apaixonado pela representação impactante que as palavras têm, brinca com elas com tamanha leveza que seus versos livres encantam e provocam. Cidadeulíricas é seu primeiro livro publicado, e nele revelam-se o romantismo e a modernidade da existência urbana. No entanto, manifesta, às vezes, um desejo de retornar ao que é a essência, pranteando a ingenuidade que se perdeu no aço do cotidiano. Sua sensibilidade nada mais é que a própria Música, Cor e Poesia, elementos estes tão necessários para sublinhar nossas mais diversas expressões.
Anne Lima Britto

Serviço:

Cidadeulíricas
João Daniel Borges
Scortecci Editora
Poesia
ISBN 978-85-366-2763-2
Formato 14 x 21 cm 
72 páginas
1ª edição - 2012

Mais informações:

Catálogo Virtual de Publicações

Para comprar este livro verifique na Livraria e Loja Virtual Asabeça se a obra está disponível para comercialização

Voltar Topo Enviar a um amigo Imprimir Home