Receba nossa Newsletter: Nome Email

EFÊMERAS FLORES / Claudia Pastore

Claudia Pastore nasceu sob o signo de sagitário, na cidade de São Paulo. Cursou Letras na Pontifícia Universidade Católica (PUC/SP), atuou na área educacional por aproximadamente quinze anos e, na mesma universidade, concluiu seu Mestrado em Comunicação e Semiótica, no ano de 1997, período em que obteve maior contato com a História da Arte e também com a Poesia Sonora, fazendo parte do grupo experimental das novas poéticas da voz.

Posteriormente, ingressou na Universidade de São Paulo (USP), onde concluiu, em 2004, seu Doutorado em Estudos Comparados de Literaturas de Língua Portuguesa, com a tese: “O Erotismo na Produção Poética de Paula Tavares e Olga Savary”, fazendo um estudo comparado entre as escrituras poéticas da angolana Paula Tavares e da brasileira Olga Savary, descobrindo os encantos e mistérios do povo africano, assim como toda a beleza erótica da poesia feminina. Sempre ligada à poesia e incansável observadora do comportamento humano, elencou a literatura como veículo de expressão e comunicação. Como fruto de seus estudos de doutorado, publicou pela Nelpa Editora, Falas Femininas - Eros e Poesia: um estudo sobre o erotismo na escritura feminina, no ano de 2009.

Organizou a antologia poética contemporânea, Quem Sente Somos Nós, pela Scortecci Editora em 2003. Participou da antologia poética, Saciedade dos Poetas Vivos, pela Blocos Editora, no Rio de Janeiro, em 1996. Possui ensaios e poemas publicados em revistas eletrônicas, como Orfeu Spam (da qual faz parte do conselho diretivo), Cronópios, Palavrarte, Varejo Sortido e Blocos Jornal de Literatura e Poesia. Atualmente, desenvolve seu trabalho docente nas áreas de Comunicação e Metodologia Científica, na UNIP, Universidade Paulista, (São Paulo e Alphaville), como também participa de encontros e congressos sobre Literatura e áreas afins. Tem como paixões, que lhe proporcionam alegria de viver, seu filho Rodrigo, futuro médico, seu contato com os alunos, seu carinho e proteção aos felinos e seus recentes estudos no campo do esoterismo e da filosofia oriental.
Fale com a autora:
claupy@uol.com.br

Trarias incenso
Ou flores para mim?
Ou, quem sabe,
Peixes, conchas do mar
E maçãs do amor...

Sei que trarias o sal
Da devassa emoção,
Num instante oculto
Indefeso de representação...
Sei que trarias...

Trarias o gosto
Da carne tão desejada,
Objeto de adoração...

Adornar o contemplado.
Eis aqui uma das tantas
Formas de paixão!

Contemplar o adornado,
Adormecer em cumplicidade
Consigo mesmo,

Não contar os sonhos
Ou seus projetos inexistentes.

Eis agora uma das formas
De amor,
Carro alegórico imaginário
De um carnaval
Em eterno devir.
Claudia Pastore

Serviço:

Efêmeras Flores
Claudia Pastore
Scortecci Editora
Poesia
ISBN 978-85-366-2939-1
Formato 14 x 21 cm 
164 páginas
1ª edição - 2012

Mais informações:

Catálogo Virtual de Publicações

Para comprar este livro verifique na Livraria e Loja Virtual Asabeça se a obra está disponível para comercialização.

Voltar Topo Enviar a um amigo Imprimir Home