POEMAS REUNIDOS / Carlos Roberto Santos Araujo

No campo de sonhar

No campo de sonhar onde me atrito
Com as arestas inúteis do precário,
De súbito apodrece o lado estrito
Do mundo traiçoeiro, necessário

E propício como flor, e assim me agito
À procura de alçar meu canto vário,
Feito mais de silêncio que de grito,
Que o silêncio é a voz do solitário

Poeta, em tempo de mudez, maldito,
Vivendo a vida pelo seu contrário,
Entre rito e gemido involuntário,

Quando a sílaba translúcida, irrestrito
Cântico de amor, cintila no estuário
Do rio de solidões que necessito.

Carlos Roberto Santos Araujo nasceu em Ibirapitanga, região cacaueira da Bahia, em 1952. Adolescente, com a família, mudou-se para São Paulo, onde em 1970, com a coletânea de poemas Lira dos Dezoito Anos, venceu o Concurso Governador do Estado, Categoria Estímulo, cuja Comissão Julgadora era constituída por Péricles Eugênio da Silva Ramos, Oliveira Ribeiro Neto e Osmar Pimentel. Formado em Direito, pela tradicional Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo, do Largo São Francisco, advogou em São Paulo e, depois, na Bahia, onde ingressou na magistratura em 1981. Publicou os seguintes livros de poesia: Nave Submersa, 1986, Lira Destemperada, 2003, Sonetos da Luz Matinal, 2004, e Viola Ferida, 2008. É desembargador do Tribunal de Justiça da Bahia.


Serviço:

Poemas Reunidos
Carlos Roberto Santos Araujo
Scortecci Editora
Poesia
ISBN 978-85-366-2917-9
Formato 14 x 21 cm 
312 páginas
1ª edição - 2012

Mais informações:

Catálogo Virtual de Publicações

Para comprar este livro verifique na Livraria e Loja Virtual Asabeça se a obra está disponível para comercialização.

Voltar Topo Enviar a um amigo Imprimir Home