LUME / Rostan Martins

Os versos em Lume – Escritos do Instante apresentados foram construídos com a mesma simplicidade do ribeirinho que, depois de dessecar sua canoa/bote rema com a maior naturalidade em navegação por entre rios/igarapés/furos... Sempre sentindo a brisa do amanhecer ou entardecer e até mesmo a do anoitecer. Rostan Martins resolveu abrir a janela do seu sentimento, deixando dali escorrer versos poéticos.

E nessas remadas poéticas, veio chegando calmamente tecendo/estrovando paixões por entre algas/mururés/canarana... E na calmaria do amanhecer na beira do rio, chega declarando o amor a todas as coisas. Algumas vezes nesta caminhada, utilizou-se da panacarica para esconder e proteger o sentimento das tentativas de utilização do timbó no rio de sua construção poética. Por isso, o peixe de sua poesia não chega aqui envenenado, ele chega servido em tacho de paixão. Claro que depois de bem moqueado durante a noite enluarada, onde o amor ronda e senta à cabeceira do altar, para poder ser celebrado em composições de instantes...

Rostan utiliza-se da poronga para lumiar a passagem por dentro do estirão para poder melhor fachear, enquanto na redondeza escuta a melodia das poesias construídas nos dias pelas ilhargas do Santa Inês, donde é ofertada com canduras à sua vitória... É com essa mistura de manhã/tarde/noite amazônicas que Rostan oferece seu trabalho poético. O sabor vem do âmago das florestas inundadas, vem ensopado de vontade de agradar os corações. Acendam o lúmen e leiam, mas leiam com sentido do amor nas entranhas, cadenciado pelas caixas de marabaixo...
Osvaldo Simões  - Poeta e jornalista

No meu amanhecer

O sol cala,
O sol chove,
O vento move,
O vento enluve,
O silêncio grita,
O silêncio agita,
Há silêncios!
Todos:
Calam,
Chovem,
Movem,
Enluvam,
Gritam,
Agitam
E silenciam.

Rostan Martins é poeta, escritor, jornalista, pesquisador, arqui-teto e urbanista, professor univer-sitário, especialista em marketing político e propaganda eleitoral (USP/2011), mestre em Comunicação e Semiótica (PUC/SP/2002), doutor em Comunicação e Semiótica (PUC/SP/2012). É autor dos livros: Alô, Alô, Amazônia (2005); com Alcinéa Cavalcante publicou os livros Sambou ... (2008) e Zero Voto (2008); com Alcinéa Cavalcante e Osvaldo Simões publicou o livro de poesias Varal (2008). Tem artigos científicos publicados em jornais, revistas e internet. Participa das coletâneas: Poetas, contistas e cronistas do meio do mundo (2009 e 2010) e Poesia na boca da noite (2012).

Serviço:

Lume
Escritos do Instante
Rostan Martins
Scortecci Editora
Poesia
ISBN 978-85-366-2850-9
Formato 14 x 21 cm 
72 páginas
1ª edição - 2012

Mais informações:

Catálogo Virtual de Publicações

Para comprar este livro verifique na Livraria e Loja Virtual Asabeça se a obra está disponível para comercialização.

Voltar Topo Enviar a um amigo Imprimir Home