ORQUESTRA DE PASSARINHOS: HAICAIS / Antonio Marcos Amorim

Quem frequenta a biblioteca do Instituto de Psicologia da Universidade de São Paulo sabe que Antonio Marcos Amorim é um mestre em indicar o livro certo para cada aluno ou pesquisador. O que poucos sabem é que ele também é um hábil escritor. Ou melhor, poeta. Ou, ainda melhor, haijin. É o que o leitor desta obra constatará.

O passeio prazeroso pelos cerca de 450 haicais – pequenos poemas inspirados na tradição oriental – revela não apenas a observação atenta da natureza e dos seres humanos, mas a própria passagem do tempo na vida do autor. Explica-se: é que ele começou a prática em 1987, como um curioso, e foi, ao longo do último quarto de século, apurando o estilo, com a paciência e a dedicação tipicamente orientais. Em comum, todos os haicais têm o estilo singelo, como pede um bom poema japonês.

Veja a homenagem do autor a H. Masuda Goga (1911-2008), um grande difusor e sistematizador desta escola de haicai brasileira inspirada nos clássicos, como Matsuô Basho: Flores violetas/em todo jardim caem/começa o frio... Aqui, o autor faz uma referência sutil a um dos mais célebres poemas de mestre Goga: Jacarandá em flor/Saudade de minha mãe/que gostava de roxo. Na melhor tradição zen, a simplicidade é... aparente.
Profa. Dra. Monica Martinez  - Integrante do Grêmio Haicai Ipê, fundado por H. Masuda Goga, desde 2008.

Antonio Marcos Amorim nasceu em Sorocaba, aos 14 de julho de 1971. Formou-se e segue atuando como bibliotecário na Universidade de São Paulo; é pesquisador na área de Ciências da Informação e fã inveterado da leitura e literatura. Acabou tornando-se haicaista desde sua juventude, em finais dos anos 80, ao travar contato com eventos, livros nacionais e importados de haicai ou haiku e acerca do budismo e da filosofia zen-budista. É um seguidor de obras clássicas de haicais escritas tanto pelos grandes mestres japoneses dos séculos XVI a XVIII (Matsuo Bashô, Yosa Buson e Kobayashi Issa) como de novas publicações produzidas por brasileiros aqui nascidos, imigrantes japoneses ou não: Masuda Goga, Teruko Oda, Nempuku Sato, Benedita Azevedo, Paulo Franchetti, para citar apenas alguns. Com sua admiração pela natureza do Brasil e os costumes de nossa terra, continua escrevendo seus haicais e publica agora seu primeiro livro, estreando na produção da nova geração de poetas oferecendo mais uma obra desse gênero literário, o haicai: Orquestras de passarinhos: haicais, com leves ilustrações de sua filha Isabella Akemi, uma futura poetisa de haicais.

Serviço:

Orquestra de Passarinhos:
Haicais
Antonio Marcos Amorim
Editora Scortecci
Literatura
ISBN 978-85-366-3034-2
Formato 14 x 21 cm 
100 páginas
1ª edição - 2013

Mais informações:

Catálogo Virtual de Publicações

Para comprar este livro verifique na Livraria e Loja Virtual Asabeça se a obra está disponível para comercialização.

Voltar Topo Enviar a um amigo Imprimir Home