DEFINIÇÕES DA VIDA / Fernando Vieira de Carvalho Campos Salles

Definições da Vida é um conjunto de poemas que sugere uma reflexão filosófica de temas ligados a percepções que se integram ao leitor num ritmo poético, como se fossem hinos a serem entoados no mais íntimo de sua alma.  O autor, ora usa sensações abstratas relativas à ciência da vida, ora usa ideias ligadas à mais intuitiva forma de perceber o mundo, de uma maneira encantadora, que torna mais clara até mesmo nossa “moral” perante aquilo que é tão próximo do ser humano e que está na psicologia de nossos sonhos. Neste livro, vários elementos da natureza ganham significado, como as partículas do sol, que a um simples toque, que só o poeta pode dar, enche nosso espírito de encantamento:

Energia poética

II

Funde-se dois hidrogênios
e forma-se o hélio
Libera energias e partículas
que deixei voando na poesia

O poeta também exprime coisas corriqueiras, numa força e simplicidade que se coloca no íntimo de nossas verdades:

Diversidade

O esforço torna simétrico o corpo.
Já o pensamento o torna assimétrico,
como a vida destoante do universo.
Pois nada é igual, tudo destoa,
assim como as outras pessoas

O que é a poesia, senão a forma de contemplar com palavras o que não podemos enxergar? Ou seria a identificação plena do que vemos? Se tratando de palavras que exprimem os anseios do homem, essas duas questões são válidas nas possibilidades infinitas de nosso imaginário. Há quem diga que o homem começou a formar as linguagens de seu pensamento através de percepções, que se tornaram pequenas frases para lembrar e expressar algo em seu tempo e espaço, através de sons que deram identidade ao nosso idioma.

Mais do que algo formado pela nossa mente, o poema nos faz renascer  para um conceito inédito. Assim como Fernando Pessoa em Alberto Caeiro nos faz contemplar uma crença que vem de nossos sentidos e traz sugestão de um paganismo que critica a forma complicada que a sociedade encara uma crença, nessa nova visão do poeta, os elementos da natureza ganham um status central, e nenhuma moral que complique a forma de se enxergar o mundo é aceita por Alberto Caeiro, que dizia que o pensamento é incômodo como andar na chuva.

Sendo o pensamento algo inevitável e intimamente ligado à arte que expressamos através dos sonhos, que possamos nos deleitar com uma simplicidade, que seja tão harmônica, que mesmo quando estamos acordados nos faça sonhar. Que pelo nosso lado subjetivo, que é propriedade individual de cada leitor, possamos definir a vida através deste livro, que traz a nossos sentidos, não as respostas, mas os devaneios nela contidos.
O Autor.

Nascido em 1980 e formado em Ciência da Computação, Fernando Vieira de Carvalho Campos Salles sempre se destacou em expor suas ideias através das palavras. É escritor e publicou um livro de poesia intitulado Devaneios, editado em 2006. Desenvolve aulas de poesia na Associação Cultural e Social Beija-Flor, onde trabalha esse gênero literário com crianças da periferia. Participou de várias antologias literárias, e faz parte de grupos de sua cidade ligados à cultura, sendo membro da Casa do Escritor Edgard Cavalheiro de Espírito Santo do Pinhal. Participou de um programa de rádio, onde apresentava textos com reflexões religiosas. É membro fundador do Núcleo Pinhalense de Cultura, grupo que promove o Painel Cultural Pinhalense, evento que apresenta o trabalho de vários artistas e artesãos para o público pinhalense.
E-mail do autor:
fvccs@uol.com.br

Serviço:

Definições da Vida
Fernando Vieira de Carvalho Campos Salles

Scortecci Editora
Poesia
ISBN 978-85-366-3391-6
Formato 14 x 21 cm
112 páginas
1ª edição - 2014

Mais informações:

Catálogo Virtual de Publicações

Para comprar este livro verifique na Livraria e Loja Virtual Asabeça se a obra está disponível para comercialização.

Voltar Topo Enviar a um amigo Imprimir Home