PARA QUE MEUS FILHOS SAIBAM / Celso Luís Piovesana

O autor nasceu em 10 de janeiro de 1953, em São José do Rio Preto (SP) e viveu até os 17 anos na vizinha e bela cidade de Monte Aprazível. É o caçula de cinco varões, mas só conhece três dos seus irmãos, pois o primeiro faleceu no seu segundo ano de vida.

Apesar de seus pais levarem uma vida essencialmente urbana, teve bastante contato com o meio rural por intermédio de seus inúmeros primos e amigos. Os dez mil habitantes desta cidade puderam assistir as crianças desfrutarem das suas ruas como uma grande área de lazer.

Ao final da infância, já tinha se aventurado a conhecer a cidade e boa parte dos sítios que a circundavam. A pé, de bicicleta ou de barco partia como um bandeirante pelos pastos, estradas e rios para desvendar o além – horizonte. A bela represa foi um incentivo à prática desportiva, incluindo o esqui. Tempo de boas amizades, namoradas e sua primeira grande paixão.

Aos quinze anos, curioso e encantado com os mistérios da vida, entende que o que há de mais belo e importante na vida é o fato de existirmos. Decide, então, fazer medicina para conhecer o corpo humano e seu funcionamento e, na sequência, psiquiatria e psicanálise para entender o cérebro e as emoções.

Aos dezessete anos, vai para Ribeirão Preto concluir o segundo grau e cursar o preparatório para ingressar em medicina. Na época, significava fazer o terceiro colegial e o cursinho. O Brasil foi feliz nesse ano com o tri, mas a sua felicidade só veio após mais um ano de curso em São Paulo. Cursou medicina na Faculdade de Medicina de Botucatu, UNESP. Em 1978, iniciou seu  curso de especialização em psiquiatria na UNICAMP. Nesta universidade, especializou-se também em Medicina do Trabalho, em Saúde Mental Pública e em Saúde Pública (sanitarista). Conseguiu ser um profissional sobrevivente em Campinas, onde teve seus dois filhos, Frederico e Fernando. Muito mais do que aos seis anos de estudo de medicina e aos outros tantos mais de psicologia, é agradecido aos mais de seis mil pacientes que atendeu ao longo de sua vida profissional, pois foram estes, de fato, que o ensinaram o que é o corpo e a mente humana. A separação dos seus filhos foi vivenciada de forma precoce e é a razão principal deste livro.

O autor entende que isto impediu seus filhos de conhecerem melhor quem foi, quem é, o que o seu pai pensa e sente e o que tudo isto poderia contribuir e beneficiar em suas vidas. O carinho e prazer que teria tido em participar mais da vida dos filhos, buscando facilitar o caminho do entendimento e realizações, ficou como algo vivenciado no dia a dia do trabalho com seus pacientes. Nunca foi um atleta excepcional, assim como não é um escritor que vai se destacar, mas aprendeu que é importante se exercitar e participar. Desde jovem, valorizou a busca de um bom desempenho como atleta sem deixar de achar fascinante ser um intelectual. Este livro é de leitura difícil porque, assim como o autor teve de aprender a ler nas entrelinhas, este livro também precisa ser lido nas entrelinhas e segundas intenções.

Serviço:

Para Que Meus Filhos Saibam
Já Que Não São Mais Crianças
Celso Luís Piovesana

Scortecci Editora
Auto-ajuda
ISBN 978-85-366-0640-8
Formato 14 x 21 cm 
164 páginas
2ª edição - 2014

Mais informações:

Catálogo Virtual de Publicações

Para comprar este livro verifique na Livraria e Loja Virtual Asabeça se a obra está disponível para comercialização.

Voltar Topo Enviar a um amigo Imprimir Home