POR AQUI SE VAI PARA LÁ / Pilar Conde

Indagar sobre o sentido da vida é a reflexão que Pilar Conde nos apresenta em suas primeiras manifestações poéticas aqui reunidas. Produzidas no período de quatro anos, entre 1965 e 1969, correspondem à sensibilidade dos seus quinze anos.

Escritos com a liberdade da experimentação, seus versos livres ou rimados, outrora dispersos em papéis e guardados, mantêm o frescor da iniciação. Respeitar a cronologia desse nascimento foi o desejo da autora ao trazer a público este primeiro conjunto de poesias, extraído de sua reservada e incessante produção.

Talvez se encontre, nesta atitude, a do desprendimento, um dos motivos para escolha tão precisa do título, dado ao labor de intenção e ousadia poética. Ele expressa um caminhar, anuncia o movimento de maneira coloquial e sonora. Ao transitar por desejos de vida e morte, que constituem o ponto e contraponto essenciais da existência, a autora posiciona o movimento pendular da reflexão em sua escrita.

Se o viver é passível de questionamento, porque desprovido do amor e limitado nos horizontes, o desejo de morte também o é. Talvez seja ela, a morte, um erro, fruto da cegueira, diz a autora, mas de todo modo, assim como o viver, requer significação e sentidos. À procura deles, Pilar irá revelar, senão as desejadas respostas ou superação, mas, sim, a sua precisa habilidade com as palavras, o ritmo original de suas emoções e a beleza de suas imagens.

Com elas transborda a vida e a morte, e se conduz a um lugar de transcendência que só a poesia é capaz. Lugar este que, afinal, ela reconhece e o acolhe como seu. Com esta primeira publicação, nos permite a autora o acesso à sua trajetória desde o nascente, o seu particular, expressando a essencial condição de poetisa.

E no percurso de sua leitura, entre outros interesses, instiga também o leitor a explorar, em si mesmo, as possibilidades que o levariam de um ponto a outro nos sentidos do viver. Suas poesias mais complexas, capazes de criar um campo de interesse mais universal, superam os arroubos e os determinismos existentes na obra juvenil. Saúdo com alegria a boa nova, à qual desejo os melhores caminhos. O de sempre, irmã.
Gloria Nilda Velasco Maroto

Maria Pilar Conde Jimenez  -  Nasceu em Logroño, Espanha, em 1951, é imigrante e paulistana desde 1955. Pedagoga de formação, mas pouco atuante na área, viveu na Espanha e na França, onde frequentou a Sorbonne durante dois semestres (Arte, Cultura e Civilização). Profissionalmente realizada e aposentada em Design de Interiores e Objetos, por fim faz apenas o que nunca deixou de fazer: escrever o que sente, apaixonada por gentes e letras e tentando, de preferência, que rimem entre si.

Todos os “por aqui”
levam alguém para lá
Os meus “por aqui”
passados
me trouxeram até hoje,
e a continuar por aqui
sigo em busca do meu
melhor possivel lá.
Assim seja!

Serviço:

Por Aqui Se Vai Para Lá
Pilar Conde

Scortecci Editora
Poesia
ISBN 978-85-366-3607-8
Formato 14 x 21 cm 
144 páginas
1ª edição - 2014

Mais informações:

Catálogo Virtual de Publicações

Para comprar este livro verifique na Livraria e Loja Virtual Asabeça se a obra está disponível para comercialização.

Voltar Topo Enviar a um amigo Imprimir Home