PORTAS, ANJOS, BALAIOS E AMOR SEM FIM / Airton Baptista

Airton Baptista nasceu na cidade de São Paulo, em 1953. Passou a melhor infância no Alto do Ipiranga, entre amigos inesquecíveis. Desde muito cedo percebeu que a leitura seria sempre um prazer. Descobriu que através dela poderia melhorar não só a própria vida, mas também a de sua irmã, para a qual lia compulsivamente as histórias fantásticas de uma coleção de livros infantis.

No auge da juventude sentiu necessidade de escrever, e o fez também compulsivamente. Nos anos de chumbo da ditadura era constantemente convocado por amigos para escrever manifestos e ser o orador da turma. A poesia chegou mais forte quando aos dezesseis anos foi ser assistente de redação do jornal A Gazeta da Lapa, onde pôde conviver com o poeta Rubens Jardim, um dos participantes mais importantes do movimento chamado “Catequese Poética”. Entendeu melhor a importância da poesia, da palavra escrita.

Como profissional, dedicou-se ao treinamento para empresas e pessoas, criando um estilo todo seu. Foi convidado para ser palestrante em diversas situações. Chegou a jogar fora mais de seis mil poemas e contos, simplesmente por mudar de fases na vida. Sua poesia nos leva a momentos de reflexão, de paz e entendimento. Valoriza o feminino, a amizade, e nos leva a refletir sobre a evolução espiritual, sem nenhuma religiosidade, sem imposições.

Orelhas são importantes, necessárias. Os livros têm as suas e servem para abrir e fechar o lugar onde estão as palavras e as ideias. Sempre gostei delas, das ideias, palavras e orelhas. Felizmente, sobre as orelhas, temos duas (na cabeça e nos livros), para ouvir mais, como diz o ditado popular.

É uma honra abrir as portas desta obra, do companheiro e amigo Airton Baptista. Num dos versos que vocês, leitor e leitora, encontrarão aqui, há um recado (ou um desejo, ou ambos): “Não quero mais ser a personagem, quero ser o autor”. Airton conseguiu ser os dois, personagem e autor. Quem o conhece bem, sabe que fala de si em situação de personagem. Um espelha o outro. É mérito e soma.

A condição humana nos traz desejos e sonhos. A publicação de um livro é um deles. Num rompante, seria como perpetuar, tornar crível, partilhar e expandir a própria fala. Nosso Brasil revela autores de muitos matizes, são insistentes por natureza. E Airton é um persistente. Vive o lema que traduz a face dos autores bravos: insistir, persistir e nunca desistir.

Sobre a obra propriamente dita, na construção que chega às suas mãos, os versos do poeta Baptista revelam muitos mundos, planos, tempos passados e presentes, contradições, contraposições, deuses, mitos, anjos, homenagens a pessoas queridas e cenas cheias de vida. E é isso que mais interessa, vida e contentamento. Se eles, autor e personagem, felizes estiverem, nós também felizes ficaremos.
Rogério Chaves

Serviço:

Portas, Anjos, Balaios e Amor sem Fim
Airton Baptista
Scortecci Editora
Poesia
ISBN 978-85-366-3640-5
Formato 14 x 21 cm 
80 páginas
1ª edição - 2014

Mais informações:

Para comprar este livro verifique na Livraria e Loja Virtual Asabeça se a obra está disponível para comercialização.

Voltar Topo Enviar a um amigo Imprimir Home