POESIA DO SOCIAL E DO SOCIALISMO BRASILEIRO / Silvio Castro

O presente estudo tem uma finalidade centralizante: verificar e demonstrar a continuada existência na ainda jovem literatura brasileira do século XIX de uma linha formativa na direção de uma “poesia social”. Esta, sem perder suas naturais tendências líricas, alarga ao plano da política o espaço de seus interesses, com as consequentes inovações retóricas que levam à criação de um diverso sistema de linguagem.

A poesia social do período romântico se amplia com a introdução do Positivismo no Brasil, com este conjugando muito quanto aos interesses por um progresso social quase ilimitado. Tais interesses positivistas apresentam os primeiros sintomas de um ideal socialista, desenvolvido quase sem limites na passagem do século XIX àquele XX.

Tais ideais encontram um primeiro centro socialista com a fundação, em 1922, do PCB, Partido Comunista Brasileiro, que entretanto dá pouca importância ao poema como veículo de lutas.

O poema de intenções sociais continua, assim e por longo tempo, apoiado às tradições derivadas da poesia do Oitocentos. Somente depois da caída definitiva do Estado Novo, surge com clareza uma “poesia socialista brasileira”, herdeira de toda uma longa tradição, bem como das inovações que os poetas da modernidade criada pelo Movimento Modernista de 22 souberam introduzir na linguagem lírica nacional.

Poesia do social e do socialismo brasileiro (Séculos XIX e XX) é uma demonstração como a relação entre poesia e política possa ser tomada como um grande alargamento dos estudos da literatura brasileira em termos de grande renovação estética.

Silvio  Castro - É poeta, romancista, contista, ensaísta, historiador e teórico de literatura, crítico literário e crítico de arte brasileiro. Bacharel e licenciado em Filosofia (1954-55) e bacharel em Direito (1957). Doutor em Letras e Livre - docente de Literatura Brasileira pela Faculdade de Letras da Universidade Federal de Rio de Janeiro (1975). Estreia literária em 1956 com o livro de poemas, Infinito Sul. Em 1957 começa sua carreira universitária na Universidade Federal Fluminense (UFF), mantém ativa participação crítica nos principais jornais brasileiros e exerce diversos encargos públicos, entre os quais o de presidente da União Brasileira de Escritores do Estado do Rio de Janeiro (1961-62). Em novembro de 1962 viaja para a Itália a convite do Departamento Cultural do Itamaraty para inaugurar e exercer os cursos de Língua Portuguesa e de Literatura Brasileira na Universidade Cá Foscari de Veneza. Nesta mesma oportunidade, a Universidade de Padova convida-o para recobrir o ensino das mesmas disciplinas, com o acréscimo da Literatura Portuguesa, no seu recém criado Curso de Línguas e Literaturas Estrangeiras, junto à Faculdade de Letras e Filosofia. Em 1964, com a introdução do governo militar no Brasil, a sua missão diplomática em Veneza vem suspensa. Da sua numerosa obra literária, seguem alguns dos mais salientes entre os últimos títulos aparecidos  poesia: Gira Mundo (RJ, 2003; trad. ital.: Gira Mundo, Ve, 2003); Poemas construtivos (RJ, 2007); prosa de ficção – contos: Os sonhos e o rio (RJ, 2004); romance: Memorial do Paraíso (Porto Alegre, 1999; Memoriale del Paradiso, 1ª ed. em italiano, Ve, 1991); Um novo coração (RJ, 2010; Prêmio para o romance da UBE - União Brasileira de Escritores, 2010); história literária: História da literatura brasileira,  3 vols. (Lisboa, 1999-2000); ensaio, biografia e teoria literária: Modernização Modernidade – 7 poetas contemporâneos da Academia Bra-sileira de Letras (RJ, 2006), Machado de Assis e a modernidade brasileira (RJ, 2009), Walter Castro, um cidadão da Modernidade brasileira (No centenário do nascimento – 1909-1965, RJ, 2009); Poesia do Socialismo Português – De 1850 a 1974 (Lisboa, 2010); Dedicatória autógrafa de Autor – Estudo de retórica e teoria literária (Goiânia, 2011). E o presente Poesia do social e do socialismo bra-sileiro (SP, 2014).

Serviço:

Poesia do Social e do Socialismo Brasileiro
Séculos xix e xx
Silvio Castro
Editora Scortecci
Poesia política brasileira
ISBN 978-85-366-3260-5
Formato 14 x 21 cm
332 páginas
2ª edição - 2014

Mais informações:

Para comprar este livro verifique na Livraria e Loja Virtual Asabeça se a obra está disponível para comercialização.

Voltar Topo Enviar a um amigo Imprimir Home