AURORA BOREAL / Maria Amélia Thomaz

Este é o primeiro livro publicado da escritora mineira Maria Amélia Thomaz. Com leveza e sensibilidade ela nos surpreende com um estilo inovador e simples de contar histórias. Aurora Boreal se passa no interior de Minas Gerais, entre as décadas de 70 e 90. É uma história sobre o processo muitas vezes árduo, porém bonito, de superação perante os infortúnios da vida. Quando Guilherme chega da França, após concluir seus estudos, a sua vida desemboca num espiral de reviravoltas, amores brutos, sofrimento e superação. Uma história que fala fundo.

O leitor irá se encantar com uma Minas bucólica, a fartura, os costumes, a paisagem, os tipos humanos. A Estância d´Água, propriedade da família de Guilherme, parece ter sentimento e vontade próprios, recebe sempre com amor.  Ao longo das reviravoltas, a autora nos brinda com o mugir confortante das vacas, o canto esperançoso dos pássaros, a calma do Rio Bicudo. Os ditos e os não ditos de dona Geralda, os modos de falar, a goiabada, o queijo, a sanfona.

Sem abrir mão desse sentimento quase saudosista, que faz o leitor viajar por uma Minas que aos poucos deixa de existir, Maria Amélia não poupa das críticas alguns dos costumes conservadores que acabam por tolher a liberdade das pessoas, no seio da tradicional sociedade mineira. Tais críticas, feitas de forma elegante, e algumas pitadas de engajamento político completam o tecido da história.

Aurora Boreal se passa no interior de Minas Gerais, entre as décadas de 70 e 90. É uma história sobre o processo muitas vezes árduo, porém bonito, de superação perante os infortúnios da vida. Quando Guilherme chega da França, após concluir seus estudos, a sua vida desemboca num espiral de reviravoltas, amores brutos, sofrimento e superação. Uma história que fala fundo.
Víktor Waewell

A história foi inspirada no sentimento de êxtase ocorrido a partir do reconhecimento de uma atitude equivocada. Era um grão de areia, mas que incomodava como uma montanha, e que depois de desvelado, abriu caminho para passos mais firmes e conscientes. A questão principal que ocorre é: “Qual seria a sensação diante do reconhecimento de um erro torpe?”.

Então imaginei um personagem: um príncipe do café, filósofo, doutor e apaixonado. Com todas as possibilidades para alcançar a felicidade, mas que sofrera uma tragédia. Racionalmente sabia que era responsável pelo tempestuoso e funesto fato. Mas o via como não premeditado. O enredo foi sendo construído a partir dessa interrogação e seguindo a sobressaltada trajetória do filósofo. Em busca de luz na escuridão, do encanto da aurora boreal.
Autora

Maria Amélia Thomaz é escritora; psicóloga aposentada; e colunista do jornal, O Centro de Minas, em Sete Lagoas, Minas Gerais. Uma estudiosa permanente da literatura, frequenta o Clube de Letras de Sete Lagoas e participa de fóruns de literatura, presenciais e pela internet. Possui crônicas, poesias e ensaios publicados no Facebook, Twitter e no site do Recanto das Letras.
Contatos com a autora
ameliathomaz@gmail.com
www.facebook.com/maria.amelia.50767
https://twitter.com/ThomazAmelia
www.ameliathomaz.recantodasletras.com.br

Serviço:

Aurora Boreal
Maria Amélia Thomaz

Scortecci Editora
Ficção
ISBN 978-85-366-3826-3
Formato 14 x 21 cm 
100 páginas
1ª edição - 2014

Mais informações:

Para comprar este livro verifique na Livraria e Loja Virtual Asabeça se a obra está disponível para comercialização.

Voltar Topo Enviar a um amigo Imprimir Home