TRÊS VIDAS / Claudia Eberle

O que você faria se tivesse a oportunidade de renascer três vezes? Quando nos esforçamos e lutamos de verdade por algo, alcançamos com determinação nossos sonhos e objetivos. Mas é importantíssimo começar, pois, por mais difícil que uma situação seja, nada cai do céu e cabe a cada um de nós, dentro da nossa própria realidade, enxergarmos as oportunidades e os sinais positivos que o Universo nos presenteia divinamente. Luto pela minha vida desde os catorze anos.

Fui diagnosticada, ainda na adolescência, com uma doença autoimune que ocasionou a perda da funcionalidade de meus dois rins. Fui submetida, desde então, a três transplantes, ou, como prefiro chamar, três renascimentos. É claro que eu poderia ter encarado o veredicto quanto à minha enfermidade como uma sentença de morte na minha adolescência, mas escolhi adotar uma perspectiva e atitude positiva que sempre me ajudaram a superar muitos obstáculos de modo a sair vitoriosa e fortalecida deles. Foi assim que surgiu Três vidas. Nesta autobiografia, narro a minha história de superação, com leveza, romance, aprendizados e experiências inusitadas e divertidas, e como tudo isso suscitou em mim o entusiasmo em ser forte e o ímpeto de saborear cada momento positivo da minha vida como se fosse o primeiro e o último. Carpe diem.

Eu me recusava a acreditar que ia morrer. A sala de cirurgia poderia ser o último lugar que eu veria na minha vida, mas escolhi acreditar que sairia dali vitoriosa. Havia uma certa probabilidade que meu coração não podia ignorar: o transplante poderia dar errado. Tudo poderia acontecer a partir de então. Só que eu não podia acreditar naquilo. Não eu. E me ver na maca à espera do transplante do rim de meu pai era, no mínimo, um exercício de paciência, gratidão e resiliência, mesmo que naquela idade eu mal soubesse o que significavam tais palavras. Renascer em vida era necessário. Afinal, eu precisava do órgão e tinha sido agraciada com a generosidade do doador. Uma série de acontecimentos me favoreceram e, se todos estavam tão empenhados para que aquilo desse certo, eu não podia duvidar de nada.

Claudia Eberle é paulista, nascida em 11 de abril de 1975, formada em propaganda e marketing pela Universidade Presbiteriana Mackenzie. Em 2013, optou por largar sua carreira bem-sucedida como publicitária e executiva de marketing em grandes agências e empresas multinacionais para inspirar outras pessoas com sua história de superação e pílulas de positividade. Ela acredita que é preciso valorizar cada precioso momento da vida e se ater ao agora, além de enxergar beleza mesmo nas adversidades que a vida nos impõe, pois elas são uma maneira de descobrirmos e movermos nossas forças internas. Assim, saímos revigorados de cada novo desafio. Segura de suas convicções, Claudia decidiu não só escrever este livro, mas também se tornou palestrante, colunista, blogueira e hoje inspira milhares de pessoas. Também atua em hospitais, creches, ONGs e empresas, motivando cada público a enfrentar seus obstáculos e encontrar o caminho dentro da realidade de cada um afim de alcançar seus sonhos e objetivos, ajudando-os a enxergá-los como uma fase de aprendizado, autotransformação e superação. Claudia também levanta a bandeira para a importância da doação de órgãos em vida e como é fundamental esse tipo de doação. Você pode acompanhar mais o trabalho da autora por meio do site www.pilulasdepositividade.com.br e da fanpage no Facebook, chamada “Pílulas de Positividade”.

Serviço:

Três Vidas
Uma História de Superação e Pílulas de Positividade
Claudia Eberle

Scortecci Editora
Experiência de vida
ISBN 978-85-366-4526-1
Formato 14 x 21 cm 
148 páginas
1ª edição - 2015

Mais informações:

Catálogo de Publicações

Para comprar este livro verifique na Livraria e Loja Virtual Asabeça se a obra está disponível para comercialização

Voltar Topo Enviar a um amigo Imprimir Home