Receba nossa Newsletter: Nome Email

MEDO DO ESCURO / Maurício Oliveira

“As imagens e sons que vinham à tona torciam a mente de Timeo de forma cada vez mais detestável, até que se tornaram horrendos. As lembranças eram pesadelos que emergiam naquele seu descanso silencioso na cadeira de vime e lutava consigo entre recordar e deixar apagar. [...] Queria parar de pensar ou sonhar e devanear. Estou acordado? Não podia ter certeza de mais nada, mas esse fluxo era agora incontrolável e os acontecimentos rememorados de forma torta vertiam-se para a consciência entorpecida.”

Medo do escuro, de Maurício Oliveira, trata da complexidade de um homem, sem nome e sem passado, que vive à sombra de lembranças intermitentes e fugazes e que tenta, de forma desesperada, escapar do labirinto aterrador em que se tornou sua vida. Seu estado mental conflituoso provém da dificuldade em adaptar-se ao mundo em que se encontra, seguindo-se de um estado da mais pura desolação e culpa. Fantasmas rondam os seus pensamentos, submergindo-o em um universo onírico, portanto simbólico, no qual perpassam flashes do seu passado, ora angustiantes, ora felizes. As tênues lembranças do protagonista transmutam-se num jogo caótico de luz e escuridão, como os encantamentos do mar ou as sombras deixadas pelo trauma do abandono. A narrativa, eminentemente interiorizada, explora os movimentos secretos da mente do protagonista com o uso de monólogos interiores e fluxos de consciência, repicando, dolorosamente, os fatos traumatizantes vivenciados por ele e barrados pela sua resistência em aceitá-los. O autor trabalha, também, com flashes impressionistas, dando agilidade à narrativa. Assim, há a passagem de um ponto de pensamento ou observação fragmentária para outro, construindo a ideia central, seja pelo diálogo, seja pela descrição. Há momentos, porém, em que deixa de lado essa técnica e surge como narrador, tecendo comentários e juízos. As imagens entrelaçadas na textura complexa do texto dão à obra profundidade e beleza. Finalmente, a pergunta que fica é: até onde um homem pode aguentar a pressão de seu interior devastado pela solidão, abandono e culpa?
Maria Paula de Souza Turim

Maurício Oliveira nasceu em 1978 e atua como médico neurologista na cidade de Sorocaba, São Paulo. Medo do escuro é seu primeiro romance.

Serviço:

Medo do escuro
Maurício Oliveira

Scortecci Editora
Ficção
ISBN 978-85-366-5802-5
Formato 14 x 21 cm
132 páginas
1ª edição - 2019

Mais informações:

Catálogo Virtual de Publicações

Para comprar este livro verifique na Livraria e Loja Virtual Asabeça se a obra está disponível para comercialização.

Voltar Topo Enviar a um amigo Imprimir Home