AS MARCAS DA VERDADEIRA IGREJA DE CRISTO / Sidnei dos Santos

Tenho o prazer, depois de ter lido o conteúdo do trabalho do Rev. Sidnei dos Santos, de indicar este livro, que muito me enobrece nessa missão. É um conteúdo riquíssimo teologicamente, centralizado na doutrina reformada e com muita ênfase na anunciação da pregação do Evangelho. Recomendo a leitura do livro, que certamente muito vai enriquecer o conhecimento do leitor e tirar suas dúvidas doutrinárias no contexto de uma Igreja saudável, piedosa e reformada, preocupada com a pregação, a ministração dos sacramentos e a disciplina eclesiástica, conforme o ensinamento de nosso Senhor Jesus Cristo. Vivemos um tempo de muitas ideias teológicas, que nem sempre expressam o pensamento verdadeiro das Sagradas Escrituras; entretanto, o trabalho do Rev. Sidnei muito nos inspira para um ministério saudável, comprometido com a verdade da Palavra de Deus. Conheço o autor e sei o quanto é zeloso na obra do Senhor; por esse trabalho, sei o quanto estudou e pesquisou para apresentar um excelente livro para o povo brasileiro, a Igreja de Cristo e seus ministros. Muito bom o material e abençoador; com certeza vai inspirar todos aqueles que buscam mais conhecimento sobre a verdadeira Igreja do Senhor e suas características. Boa leitura a todos que tiverem acesso a essa obra magnífica, toda glória a Jesus. Valeu, Rev. Sidnei, varão aprovado pelo Senhor da Igreja.
Rev. José Batista da Hora
Presidente da Junta de Missões Nacionais (JMN) / IPB de 2002 a 2014. É plantador de igrejas e Ministro Presbiteriano na Igreja Presbiteriana Missionária em São Luís (MA). 

Nesta obra trabalho as marcas da Igreja de Cristo com base na Reforma Protestante, naqueles pontos que os reformadores estabeleceram para distinguir a verdadeira Igreja de Cristo, haja vista que no século XVI existia um monopólio da Igreja Católica, que evidentemente não tinha compromisso com a mensagem bíblica. Portanto, os reformadores propuseram pelo menos três diretrizes de uma igreja cristocêntrica: a pregação bíblica, a ministração correta dos sacramentos e a disciplina eclesiástica. É com base nesses parâmetros bíblicos da visão reformada que escrevi sobre a Igreja de Cristo para despertar no leitor o interesse em avaliar o contexto evangélico no qual estamos inseridos. O discurso comum é o prévio julgamento de que todas as igrejas são iguais, que formam um grupo especializado em obter lucro, principalmente com relação às finanças, refletidas na Teologia da Prosperidade, além dos constantes apelos e mensagens com promessas de curas, libertação, etc. De fato esse discurso até certo ponto é verdadeiro, pois muitas igrejas não apresentam um culto racional a Deus, conforme as recomendações em Romanos 12:1-2. 
Vejamos o exemplo de Elias, que supunha restar apenas ele que não havia se prostrado a Baal; porém, existia ainda um remanescente de sete mil que se mostravam zelosos na aliança com o Deus de Israel. Assim, da mesma forma, nessa sociedade pós-moderna em pleno século XXI, grande parte das igrejas evangélicas estão comprometidas no aspecto da identidade e credibilidade cristã, pois a mensagem não se coaduna com o Santo Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo; não obstante, isso não representa a totalidade da Igreja de Cristo. O Senhor da Igreja, através do Espírito Santo, preserva no decurso da história sua grei amada e seu remanescente. Portanto, acredite você ou não, Deus mantém sua Igreja, e ela está mais viva e atuante que nunca. A questão é que nem sempre está na mídia ou sob os holofotes: exatamente por manter o compromisso com a aliança em Cristo Jesus e seu Evangelho, essa Igreja prega o que o ser humano precisa ouvir, e não o que eles querem. O ser humano precisa de salvação, perdão, arrependimento e vida eterna, e não apenas de promessas evasivas de curas e prosperidade. 
Eis o objetivo do livro: ressaltar a relevância da Igreja de Cristo na pós-modernidade; apresentar algumas normativas de tal forma que seja possível ao leitor, com base nas Escrituras Sagradas, discernir entre as igrejas sérias, que estão envolvidas com o Reino de Deus por meio do Evangelho de Cristo, e as que apa-rentam estar, mas que na prática só usam o Evangelho como um instrumento para seus próprios interesses. A Igreja de Cristo é pertinente, porque só a ela foi dada uma mensagem que visa à eternidade, mas que também é para hoje, pois Jesus disse: “Eu vim para que tenham vida, e vida em abundância”. O ser humano está perdido em meio a um mundo desumano e individualista, que não preenche seu vazio existencial. A Igreja, porém, tem o antídoto que, se aplicado na dosagem certa, por meio do Evangelho, traz paz, salvação, esperança e fé, pois, como disse Agostinho de Hipona, “Senhor, Tu fizeste-nos para Ti, e a nossa alma não encontra descanso, enquanto não se volta para Ti”.
Rev. Sidnei dos Santos

O Rev. Sidnei dos Santos é Ministro da Igreja Presbiteriana do Brasil e Missionário pela Junta de Missões Nacionais (JMN) desde 2012. É bacharel em Teologia pela Faculdade Teológica Sul Americana em Londrina (PR). Iniciou seus primeiros passos na fé cristã em sua cidade natal, Faxinal (PR), desde a infância, quando seus pais o traziam lá do interior (sítio) a pé até a Igreja Presbiteriana do Brasil. Casado com a Missionária Cleidiana Rocha Silva Santos, atualmente exerce seu ministério como Missionário na cidade de Cametá (PA). As marcas da verdadeira Igreja de Cristo é seu primeiro livro publicado.

Serviço:

As Marcas da Verdadeira Igreja de Cristo
Sidnei dos Santos
Scortecci Editora 
Ensinamentos
ISBN 978-85-366-5843-8
Formato 14 x 21 cm
104 páginas
1ª edição - 2019

Mais informações:

Para comprar este livro verifique na Livraria e Loja Virtual Asabeça se a obra está disponível para comercialização.
Voltar Topo Enviar a um amigo Imprimir Home