Receba nossa Newsletter: Nome Email

ELISABETTA PÉSARO / Luigi Capránica


Num jantar realizado em um dos mais conhecidos palácios da Veneza de meados do século XVIII, Bernardo Tiépolo faz comentários desabonadores a respeito de Elisabetta Pésaro, pertencente a uma tradicional família da cidade. Presente ao banquete, Vittório Faliero se vê obrigado a defender a honra da moça, desafiando Tiépolo para um duelo. E, na gôndola que o leva até a praia onde vai se dar o combate, ele confidencia a um de seus assistentes:
Fazia um ano que Elisabetta tinha se tornado sua esposa. O pai da moça, Marco Pésaro, cioso na preservação da honra de sua própria linhagem, jamais teria consentido na união de sua filha com o descendente de um doge traidor. Mas os dois amantes, cegados pela paixão, esquecendo-se dos deveres impostos pela obediência e pela lealdade aos seus familiares, tinham se casado secretamente. 

Ocorre que o jovem veneziano que acompanha Vittório Faliero é ninguém menos que Giácomo Casanova – o ardiloso indivíduo que, de posse desse segredo, tece uma intriga monstruosa, que levará Elisabetta a ser deserdada e repudiada por seus próprios pais.
Os inacreditáveis meandros dessa trama maligna são narrados nesta obra com notável maestria por seu autor, o Marquês de Capránica (1821-1891), cognominado “o Alexandre Dumas italiano” – autor, igualmente, do romance “Fosca” (“A Festa das Marias”), publicado em 2018 pela Scortecci Editora. O Marquês de Capránica, hoje praticamente esquecido, ainda é lembrado pelos brasileiros em função de seu romance “A Festa das Marias”, que forneceu a Carlos Gomes o enredo para uma de suas melhores óperas, “Fosca”, estreada em Milão, em 1873.

“A Festa das Marias”, até há pouco tempo inédita em língua portuguesa, foi lançada pela Scortecci Editora por ocasião da 25ª Bienal Internacional do Livro de São Paulo, no segundo semestre de 2018. Naquele romance, Capránica ocupava-se da Veneza medieval, referindo-se a um extraordinário fato histórico registrado no ano de 944: o rapto de um grupo de moças que participava de um casamento coletivo na igreja de San Pietro di Castello. Neste outro romance de ficção histórica do mesmo autor, Leonora De Luca incumbe-se da tarefa de traduzir e comentar um texto cujo cenário transfere-se para a Veneza do século XVIII – tendo como protagonistas o infeliz casal composto por Elisabetta Pésaro e Vittório Faliero e, como vilão, o conhecido libertino e intrigante Giácomo Casanova.

Serviço:

Elisabetta Pésaro
História Narrada À Beira de um Túmulo
Luigi Capránica
Leonora de Luca (Tradução)
João Bosco Assis de Luca (Prefácio)
Scortecci Editora 
Ficção
ISBN 978-85-366-6047-9
Formato 14 x 21 cm 
136 páginas
1ª edição - 2019  

Mais informações:

Para comprar este livro verifique na Livraria e Loja Virtual Asabeça se a obra está disponível para comercialização.
Voltar Topo Enviar a um amigo Imprimir Home