LITERALMENTE INSANO / Guilherme Balarin

Literalmente insano, segundo livro de poesia de Guilherme Balarin, é provocação pura. Não pense que será uma leitura tranquila, para passar o tempo, e que ao terminá-la poderá voltar à sua vida de todo dia. Não, você não passará ileso pelos poemas deste livro, pois eles o obrigarão a refletir e se posicionar. E no emaranhado de sensações que vão despertar, uma delas certamente vai se sobressair: a liberdade dos que ousam pensar de forma diferente.

“E se isso não faz sentido algum,
é porque você acredita em tudo o que vê;
não aceita o imaginário, não pensa.
Só liga para o que pode tocar,
para o que os outros pensam de você e para você,
e não para o que pode pensar de tudo e de todos,
ou por tudo e por todos.”
(Trecho de “Sinestesia”)

“Os poemas são magia.
São palavras sussurradas no grito dum homem mudo.
São a liberdade
escondida atrás das barras de aço duma cela.”
(Trecho de “Poetas e poemas”)

Guilherme Balarin nasceu em 1983 em Piracicaba e atualmente vive em Pindamonhangaba, também no interior de São Paulo. Em 2004 lançou Critisias e Outras Ias (poesia) e, desde então, vem participando de antologias literárias. Empresário formado em Publicidade e Propaganda, tem a fotografia como hobby. No entanto, não é só com a câmera fotográfica que capta instantâneos da vida e do dia a dia. Consegue fazê-lo também com as palavras. Nesta sua segunda obra publicada, faz jus ao adjetivo que  usa para definir a si mesmo – inrotulável. Literalmente insano empreende uma viagem por locais diversos, sem se ater a um roteiro definido e sem outro planejamento a não ser, despido de preconceitos, encarar de frente o que aparecer no caminho e olhar – olhar bem, ir além da superfície, investigar o que está no avesso e no interior de cada fato, cada sentimento, cada pessoa que aparece numa jornada repleta de surpresas. E com isso compõe retratos e os compartilha com os leitores que o acompanham nesta viagem que mexe com os sentidos e a razão. Mais que ser lido, sua obra deve ser experimentada, com os “nervos à flor da pele” e sem pressa, porque tudo é sempre mais e diverso do que parece à primeira vista. O grande desafio, então, é treinar o olhar para enxergar o que realmente interessa. Guilherme conta que começou a escrever ainda na escola, “para ter uma válvula de escape para os sentimentos”. Em razão da própria experiência de vida que acumulou desde então, seus poemas amadureceram, tanto no conteúdo como na forma  (há diversos textos em que faz experiências estéticas), mas a essência, afinal, continua a mesma: há que se ter meios de aliviar o desconcerto e o desconforto que o mundo nos provoca. Compartilhar sua visão de mundo é um deles.

Serviço:

Literalmente Insano
Guilherme Balarin
Scortecci Editora
Poesia
ISBN 978-85-366-2837-0
Formato 14 x 21 cm 
84 páginas
1ª edição - 2012

Mais informações:

Catálogo Virtual de Publicações

Para comprar este livro verifique na Livraria e Loja Virtual Asabeça se a obra está disponível para comercialização

Voltar Topo Enviar a um amigo Imprimir Home