ANILOX / Eudes Scarpeta

Você não deve comprar ou regravar anilox sem antes ler este livro. Há muitas informações e dicas que o ajudarão a escolher a melhor lineatura/BCM do anilox versus lineatura do clichê. Além disso, o livro contém muitas dicas importantes para montar e manter um inventário de anilox prático e útil.

Prezado leitor, na minha opinião o anilox é a “menina dos olhos” do processo flexográfico.
A menina do olho é o pequeno círculo escuro no centro da colorida íris do olho. Parece escura, porque atrás da menina do olho (ou pupila) está o interior escuro do olho. A menina do olho muda de tamanho conforme a íris se ajusta às condições de luz. A luz penetra pela córnea transparente, passa pela menina do olho e pela lente, ou cristalino.
O olho é extremamente delicado e sensível, até mesmo um cabelinho ou uma partícula de poeira entre a pálpebra e o globo ocular é prontamente notado. A parte transparente do olho (a córnea) que cobre a menina do olho, tem de ser protegida e cuidada, porque se esta parte for lesada ou se tornar enuviada devido a uma doença, poderá resultar em uma visão distorcida, ou em cegueira. Originou-se do contexto bíblico em que a expressão “a menina dos teus olhos” é cunhada ao falar daquilo que mais precisa ser protegida: a lei de Deus (Provérbios 7:2; Deuteronômio 32:10). A analogia é simples: os olhos são órgãos superdelicados e que tem a função de gerar as imagens com cores para o nosso cérebro.
O que você acha, caro leitor? Não é verdade que o anilox também precisa ter todos os cuidados possíveis, assim como, até por instinto, nós não permitimos que algo toque nossa menina dos olhos?

Eudes Scarpeta tem formação  superior em Administração e Pós-graduação em Gestão Estratégica. Formado como Técnico em Artes Gráficas pelo SENAI-SP, atua no mercado desde 1979.  
Trabalhou na indústria de conversão como impressor de offset rotativa, flexografia e rotogravura. Por dez anos foi instrutor do SENAI-SP nas áreas de flexografia e rotogravura. Fez o curso de extensão universitária na Universidade de Artes Gráficas em Cheminitz na Alemanha.
Desde 1996 ministra treinamentos e assessoria técnica especializada na gestão de processos, aumento da produtividade e melhoria da qualidade.
Por treze anos representou o Brasil no ISO/TC130, Comitê Técnico que elabora Normas Técnicas para o mercado gráfico, e que no Brasil está sob a responsabilidade da ABNT/ONS27 e cuidado pela ABTG/ABIGRAF. Nesse período foi o Líder do Projeto da Norma de Flexografia Internacional. Também foi membro ativo no Grupo de Normalização de Rotogravura.
É autor de artigos técnicos publicados em revistas e do livro Flexografia – Manual Prático, publicado em Português, Espanhol, Inglês e Polonês.
Visitou diversas empresas em outros países como EUA, Canadá, Japão, Inglaterra, Alemanha, Suíça, Bélgica, Tailândia, Holanda, Polônia, entre outros.

www.scarpeta.com


Serviço:
Anilox
Eudes Scarpeta
Scortecci Editora
Flexografia
ISBN 978-85-366-2944-5
Formato 14 x 21 cm  
152 páginas
1ª edição - 2012

Mais informações:


Para comprar este livro verifique na Livraria e Loja Virtual Asabeça se a obra está disponível para comercialização.
Voltar Topo Enviar a um amigo Imprimir Home