NA GUARITA / Jaque Plucênio

Na Guarita – E outras palavras de gaveta é uma coletânea de crônicas, mini-contos e poesias que foram escritas ao longo do período em que a autora cursou Filosofia. Alguns textos sofreram alterações para chegarem até aqui, ou seja, há um ineditismo mesmo no que já foi publicado pelo Jornal de Rio Pardo.

Totalmente inéditas, as poesias apresentadas são parte de um trabalho que vinha sendo engavetado para se revelar ao público como mais uma forma de linguagem que Jaque Plucênio utiliza para alcançar e provocar seus leitores. De uma forma ou outra, a autora escreve não para deixar esses leitores acomodados, pelo contrário, quer torná-los incomodados.

“As palavras saíam de sua boca com ternura, como beijos doces experimentados no calor dos lençóis. Ele fez todo o ritual de iniciação. O note estava à sua frente. Zerinho. Ele cheirou o equipamento, como quem cheira um carro novo e passa as mãos pela direção, os bancos, o painel... Ligou o objeto até então estranho. Abriu o word, apareceu uma tela vazia, com o cursor piscando insistentemente, esperando um ‘então vamos lá’. Segundos, minutos  e horas se passaram. Nesse meio tempo ele tomou café, água, chimarrão, e até mesmo fez um lanche.

Pôs o almoço a aquecer. Olhou novamente para a tela fria e seus ombros caíram desiludidos. Ele estava vazio e inerte. Tanto o homem quanto o documento novo. Ele esbravejou e as palavras começaram a inundar a sala de fúria. Sim, como dentes arrancados a socos. Desligou a máquina. Empurrou-a para o canto da escrivaninha e foi comer sua refeição do dia anterior. Não tinha nada para dizer. Nem a si mesmo, nem ao mundo.”

Jaque Plucênio nasceu em Torres, em 5 de junho de 1968. É formada em Licenciatura Plena em Filosofia pela UNISC (Universidade de Santa Cruz do Sul) e reside na histórica cidade gaúcha de Rio Pardo, palco da Batalha do Barro Vermelho, ocorrida durante a Revolução Farroupilha. Mantém há vários anos uma coluna semanal em jornal local, intitulada Na Guarita, uma homenagem a uma praia de sua cidade natal e uma analogia ao seu lugar no mundo, onde se instala, sem acomodar-se, como observadora e instrumento de desassossego. Seu primeiro livro, que lhe abriu as portas para a comunidade literária, foi Frente Fria – Contos de Inverno, de 2003, assinado como J. T. Souza.

Serviço:

Na Guarita
E Outras Palavras de Gaveta
Jaque Plucênio
Scortecci Editora
Contos
ISBN 978-85-366-2920-9
Formato 14 x 21 cm 
132 páginas
1ª edição - 2013

Mais informações:

Catálogo Virtual de Publicações

Para comprar este livro verifique na Livraria e Loja Virtual Asabeça se a obra está disponível para comercialização.

Voltar Topo Enviar a um amigo Imprimir Home