NEM SEMPRE ACONTECE NA VIDA DE LUA O QUE PARECE / Flávia Cerri de Paiva

Lua e Válter cresceram. Depois das aventuras vividas em Lua... O Anjo Terrestre, a vida se encarrega de unir os dois novamente. Novos amigos aparecem, situações inusitadas, uma viagem internacional e uma rede de relações que vai sendo tecida com muita diversão, intensidade, mistura de sentimentos e dúvidas em uma importante fase da vida: a adolescência!

Paixões, amores, brigas, ciúmes, risadas, brincadeiras... Neste enredo você vai se divertir, descobrir diferentes formas de encarar a vida e o que as pessoas são capazes de fazer para alcançar um único objetivo: Ser feliz! Chega às livrarias a segunda obra da autora, cujo objetivo central é mostrar que sempre há uma segunda chance. E quando você acha que tudo está perdido... isso nem sempre acontece!

Meu nome é Flávia Cerri de Paiva, tenho 26 anos. Nasci na cidade de São Paulo, onde vivo até hoje e tenho uma vontade absurda de ser feliz. Essa vontade me fez ser, química, compradora, bailarina e agora escritora. Duas palavras me definem: Liberdade e Fé! Gosto de ser livre, de correr atrás dos meus sonhos e das minhas ideias. Muitos acharam loucura quando eu quis publicar um livro. Muitos acharam absurdo eu publicar o segundo. Mas ela estava lá... a minha liberdade que me fez correr atrás do que eu realmente queria. Liberdade e Fé... E aqui está: Nem Sempre Acontece! Muita coisa mudou desde a publicação de Lua... O Anjo Terrestre: Novos caminhos, novos amigos, novas vontades e principalmente, no-vos aprendizados. A vida me fez retomar o contato com antigos amigos e validei a máxima de que amigos de longa data são a melhor lembrança do passado que alguém pode ter em seu futuro. Preciso de pelo menos mais 20 anos para ter uma amiga igual à personagem Fernanda do livro. Um novo trabalho me fez conhecer 3 pessoas especiais: Emerson, Isabel e Douglas. O Emerson me ensinou a ter coragem para tomar decisões, além de me mostrar que é possível ter opiniões fortes e defendê-las, sem deixar de ser uma pessoa doce e ter um bom coração. Acabei me apaixonando e o personagem Emerson foi a melhor forma de demonstrar a admiração que sinto por ele. A Isabel foi um anjo que apareceu em minha vida e eu jamais vou esquecer a forma mais pura e verdadeira de se demostrar amor. Menina guerreira que me ensinou a jamais desistir do que eu quero. O Douglinhas foi um presente que ganhei ao conhecer o Emerson. Sem dúvida, é uma das pessoas mais corretas e mais verdadeiras que já conheci. É o tipo de afinidade à primeira vista. Dividir lembranças com a Fernanda, ter opiniões e defendê-las como o Emerson, ser correta como o Douglinhas, nunca desistir como a Bebel, ter liberdade para fazer o que se gosta e ter Fé! Essa é a minha forma de fazer com que as coisas sempre aconteçam.... é chave da minha felicidade... Aliás, já perceberam que o início da palavra Felicidade é justamente Fé? Com Carinho, Flávia Cerri de Paiva

Serviço:

Nem Sempre Acontece
Na Vida de Lua o Que Parece
Flávia Cerri de Paiva

Scortecci Editora
Ficção
ISBN 978-85-366-3176-9
Formato 14 x 21 cm
96 páginas
1ª edição - 2013

Mais informações:

Catálogo Virtual de Publicações

Para comprar este livro verifique na Livraria e Loja Virtual Asabeça se a obra está disponível para comercialização.

Voltar Topo Enviar a um amigo Imprimir Home