CONTADORA DE HISTÓRIAS / Marlene Palomba

Naquele sábado em especial, ele estava muito inspirado. Quase no final do encontro deixou-se levar pelo tema poético e falou um bom tempo sobre nossa vida neste planeta, salpicando palavras do maior dramaturgo, Shakespeare. Uma frase chamou minha atenção. Ele dizia que amava o sol, que nos traz luz e alegria e que ele é a Vida. Em seguida, disse: “mas amo a chuva também, pois ela nos remete à reflexão, alivia nossas mentes, parecendo que lava nosso mundo de todas as coisas ruins que nos fazem tanto mal”.

Todos se abraçaram se despedindo e Ruy também saiu. Ao atravessar a rua em direção ao seu carro, de repente, não se sabe de onde veio, um caminhão em alta velocidade apareceu... No domingo, presos de uma tristeza sem fim, todos compareceram ao funeral do querido amigo. O dia todo o tempo estivera bom, com um pouco de sol, mas naquele momento, à tardinha, começou a chover. Eles permaneceram alí, estáticos, como que anestesiados pela dor da perda e em seus rostos começaram a escorrer os pingos dessa chuva. Pingos de chuva escorrendo...
(trecho extraído do livro)

Marlene Sokolnik Palomba, natural de Ribeirão Preto (SP), radicada em São Paulo (capital) desde sua infância. É casada, e tem dois filhos, André e Henrique Palomba. Formada em Artes Plásticas e, desde o ano de 1978, expõe suas obras em coletivas oficiais, tendo sido agraciada com vários prêmios importantes.

Serviço:

Contadora de Histórias
Marlene Palomba
Scortecci Editora
Contos
ISBN 978-85-366-3315-2
Formato 14 x 21 cm
124 páginas
1ª edição - 2013

Mais informações:

Catálogo Virtual de Publicações

Para comprar este livro verifique na Livraria e Loja Virtual Asabeça se a obra está disponível para comercialização.

Voltar Topo Enviar a um amigo Imprimir Home