A MORTE TAMBÉM AMA / Carlos Camargo

Você está aqui. Você com os seus sonhos fantasiados em seus sonos e idealizados em seus pensamentos, que podem ou não se realizar dependendo das suas escolhas e ações. Você está aqui, com os seus sentimentos diante da morte e com as suas verdades interiores diante do espelho. Você sofrendo saudades do amor que é seu, menos nas suas dúvidas e quando o distancia com os seus ciúmes. Você está aqui, frágil e indefeso quando vê aquele estranho agarrado à sua filha adolescente e beijando-lhe na boca...

Matar ou morrer? Você prefere nada sentir, pelo nada a fazer, mesmo que os vejam rolando na cama, de bolinha ou acolchoada, que você próprio tenha preparado. São surpreendentes as variáveis que estimulam os nossos sentidos, que nos fazem rir e chorar, amar e desamar, que ativam sonhos que se transformam em pesadelos, que nos tornam egoístas no aprisionar aquilo que mais queremos, ambiciosos na busca da satisfação... A carga emocional que sentimos em cada dia do nosso viver, está aqui nas crônicas da sua vida, da vida de cada um de nós. Seja forte e humano para reencontrá-las e revivê-las...

“É triste ser um corpo vagando solitário ao desamparo da carência física, sem outro corpo para aquecê-lo. Sem a proximidade do bem querer que tanto bem nos faz...”, – (Desamparo da Carência Física)

“Apenas o tempo, nada e ninguém mais, além dele, torna possível a confiança do amor do um no amor do outro, quando então se acredita mais no ter do que no querer.” – (Eu Amo Esta Mulher)

“Descobre-se, com o tempo, que ser pai é o caminho da esperança para ser avô, apenas um ligeiro desvio para o aprendizado, enquanto sonha com a perspectiva seguinte, da imortalidade como bisavô...” – (Salvem o Cordão Familiar)

“Somos cúmplices da hipocrisia social na encenação da farsa de um mundo colorido de ilusões ou queremos participar e ainda não fomos convidados?” – (Química Cênica, Artística ou Real?)

“E o que restou depois foi o silêncio das coisas passadas, a visão de uma goteira pingando chorosa em suspiros de saudades.” – (Quando a Alegria Ficou Triste)

“Considerando a história humana, mais hipócritas ficam as pessoas que se comportam como senhores de países ou cidades que já encontraram prontos...” – (Pretensão e Hipocrisia)

“Aquela que, como toda “outra”, está sempre bem disposta, enfeitada, maquiada, alegre e esvoaçante como borboleta ou mariposa...” – (Paris, Amante Volúvel)

“Essa é a razão histórica das batalhas canibalescas entre seres da mesma espécie, e razão das guerras entre povos e países pela conquista de mercados...” – (O Prazer de Comer)

“Não sabemos contar as mortes, nem as nossas, nem as dos vizinhos, nem as dos nossos irmãos nascidos depois dos muros, barreiras e muralhas políticas.” – (Morte, Amor e Crenças)

“E na maioria das obras em grafite sentimos isso, o impacto agressivo das imagens nos pedindo para serem olhadas.” – (Grafite, a Nova Arte dos Artistas)

“Tivemos de abrir as portas das suas gaiolas, liberar seus cantos a outros ouvidos e esperar por momentos especiais de reencontros.” – (Gaiolas de Portas Abertas)

O escritor Carlos Camargo é jornalista com início de carreira na Última Hora (SP), depois Zero Hora (PA); gerente regional sul da Bloch/Manchete; teleator e produtor de televisão (Record, Piratini e Gaúcha); diretor executivo da Rede Jornal do Comércio de Rádios (RS); cronista do Jornal do Comércio de Porto Alegre; gerente de RP da Mercur Publicidade; diretor editorial de Páginas Amarelas/Grupo GH; editor de Listas del Mercosur; professor do Senac, Puc e Ibrae /FGV, atualmente é cronista da revista Leve&Leia, Editora Sunshine (SP).

Obras
Alguns livros do autor: O Desafio da Informação, Marketing da Comunicação, Sua Excelência o Executivo (Expressão e Cultura); A Vaca Sofia não Queria dar Leite (RG), Eu Vi um Homem Chorar, O Despudor da Beleza (Criado Mudo), entre outros e, agora, A Morte Também Ama (Scortecci Editora).

Serviço:

A Morte Também Ama
Carlos Camargo

Scortecci Editora
Crônicas
ISBN 978-85-366-3509-5
Formato 14 x 21 cm 
200 páginas
1ª edição - 2013

Mais informações:

Catálogo Virtual de Publicações

Para comprar este livro verifique na Livraria e Loja Virtual Asabeça se a obra está disponível para comercialização.

Voltar Topo Enviar a um amigo Imprimir Home